Até março de 2016 existiam no Brasil cerca e 140 instituições de ensino que ofereciam o curso de Inspetor de Soldagem Nivel 1, a maioria na versão presencial, com alguns casos de ensino a distância (EAD). O que ocorria é que os examinadores da FBTS (Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem) já percebiam há muitos anos que diversos candidatos chegavam para fazer as provas de credenciamento com dúvidas graves, principalmente nos assuntos práticos. Desta forma, a FBTS definiu, em seu Conselho Nacional de Certificação de Inspetores de Soldagem, que muitas instituições de ensino não tinham a qualidade mínima para a prestação deste serviço, não preparando adequadamente seus alunos para as provas de credenciamento.

Com isto a FBTS criou uma sistemática de avaliação das instituições de ensino, auditando as mesmas para a verificação se possuíam os requisitos mínimos para o atendimento à norma ABNT 14.842, que é a norma que define tais requisitos.

A América Qualificações Técnicas foi a primeira instituição do Brasil reconhecida pela FBTS, em abril/2016, e por enquanto é a única do Sul do Brasil, e ainda a única do País a ter as duas modalidades reconhecidas, a presencial e a semipresencial.